CLIMA PORTUGAL inova na filtragem de fumos na restauração

A CLIMA PORTUGAL inova na filtragem de fumos na restauração – é o titulo do artigo publicado no mês de agosto pela revista Turisver que aqui transcrevemos.

“A qualidade dos sistemas de exaustão tem como objectivo obter bons resultados na cozinha e no estabelecimento, mas também na evolvente onde o ar de exaustão é descarregado, evitando a descarga na atmosfera dos contaminantes presentes nesses gases: fumo, gorduras e cheiros. Hoje há soluções para se conseguirem bons resultados, e a CLIMA PORTUGAL tem vindo a inovar nesse sentido”, como nos dá conta Mário Fernandes de Carvalho, administrador da empresa.

Ver aqui o artigo

Os tempos modernos são marcados por um crescente grau de exigência e qualidade. Na área da restauração existe um problema antigo que continua a necessitar de atenção: os deficientes sistemas de exaustão de fumos prove­nientes das cozinhas profissionais. Segundo Mário de Carvalho, administrador da CLIMA PORTUGAL, “por ve­zes este tipo de problema não depende do bom ou mau dimensionamento da instalação, mas condicionados pela inexistência de infra-estruturas ade­quadas à exaustão dos fumos que produzem”.

Para responder a estas questões de uma forma criteriosa e profissional, e apresentar soluções, o departamento I&D da CLIMA PORTUGAL dedica-se a este assunto há mais de 18 anos e tem liderado, anos após anos, este tipo de soluções.

Neste sentido, atenta à necessidade de evoluir e oferecer novos patamares de eficiência, vai apresentar em breve duas novas soluções: Sistemas de Fil­tragem Eletrostática – MKC K-ESP e Sistemas de Ozono – MKC K-OZ3. Como explica o executivo, um precipi­tador eletrostático, também conheci­do corno um filtro de ar eletrostático, “é um equipamento de filtragem eficaz no controlo da poluição. O sistema de filtragem eletrostática captura os po­luentes, retém as partículas e liberta o ar limpo para a atmosfera”.

Os sistemas de filtragem eletrostática são normalmente “muito eficientes, sendo capazes de recolher a maior quantidade das partículas presentes no ar”, refere ainda, acrescentando que existem, no entanto “quatro factores que geralmente afectam a máxima eficiência de um precipitador eletrostático, que podemos resumir nos seguintes: o dimensionamento do precipitador eletrostático, nomeada­mente a equidistância do negativo ao positivo, e o tempo de contacto; a efi­ciência do mecanismo que recolhe as partículas num determinado volume de ar, a composição química das partículas a serem precipitadas e a tensão fornecida pelo sistema de alimentação para o campo eléctrico”.

Com os olhos postos na eficiência, está prestes a ser apresentada a gama MKC K-ESP, uma nova gama de pro­dutos que sobe de forma significativa esse patamar da eficiência.

Como principais características do MKC K-ESP, vai ser utilizado na sua construção o aço inoxidável ANSI 304, vai ser revista a tensão utilizada para aumentar a eficiência e desenvolvido um novo layout dos seus componentes para melhorar a equidistância entre o negativo e positivo ao longo de todo o processo. “Melhora-se a resistência do sistema e a sua eficiência – será a nova geração de equipamentos MKC que está a chegar “, referiu Mário de Carvalho.

Por outro lado, vão ser apresentados novos sistemas de Ozono, o MKC K-OZ3, próprio para insuflação de ozono na conduta de exaustão. São sistemas que poderão ser utilizados de forma independente ou combina­dos com outros sistemas. A CLIMA PORTUGAL vai divulgar vária documentação que apoia o dimensionamento e a utilização deste tipo de tecnologia.

“A utilização do Ozono reduz de forma quase absoluta os odores. O Ozono (O) é um gás oxidante de cor azula­da e a sua acção desodorizante não consiste no disfarçar de cheiros, mas na destruição dos compostos voláteis portadores de cheiros, por oxidação. Os geradores de Ozono MKC K-OZ3 são equipamentos, com capacidades de 20 g/h a 60g/h, gerido por eficaz sistema de controlo”, sublinhou o ad­ministrador da CLIMA PORTUGAL. No entanto, a empresa já oferece ao mercado diversas soluções e sistemas com filtros eletrostáticos, filtros de carvão activado, filtros mecânicos, enfim uma vasta gama de equipamentos que respondem razoavelmente às necessidades.

Destaque para o sistema que melhor responde, o MKC SELAI – Sistemas com lavagem automática e manutenção. Conscientes da enorme depen­dência destes sistemas de uma cuidada manutenção, nomeadamente a neces­sidade de manter limpos os componen­tes dos sistemas eletrostáticos para que funcionem, existe no mercado sistemas de filtragem com lavagem automática muito eficiente – reduz os custos de manutenção e garante a eficiência dos sistemas de filtragem, conforme expli­cou o responsável.

O departamento de engenharia da CLIMA PORTUGAL dispõe de um serviço de apoio fácil ao projectista e aos profissionais do sector, de forma a transmitir o know-how necessário a adaptar a melhor solução para cada caso específico.

 

in TURISVER, Agosto 2017

 

Ashburn
Terça-feira
main-weather-icon
12°
céu pouco nublado
clouds-icon
Nuvens20%
humidity-icon
Humidade57%
wind-icon
Vento3m/s
Qua
Min12°
Max16°
Qui
Min-1°
Max
Sex
Min
Max12°
Sáb
Min
Max15°

Próximos Eventos


Warning: Attempt to read property "posts" on array in /home/mkcpt/climanet/wp-content/plugins/eventprime-event-calendar-management/includes/core/admin/widgets/class-event-slider.php on line 44